Boas Festas!!!

“Treme a folha no galho mais alto.
(O resto é paisagem…)”
Assim termina Mário Quintana o seu poema chamado UNI-VERSO. A atenção concentrada do poeta, sua tranquilidade para parar e sorver, de olhos fechados, o cheiro bom da terra. Sua disposição para estar presente, inteiro. Sua abertura para um universo que cabe todo, em um único verso…
O que desejo a vocês em 2014 é essa capacidade de abraçar o mundo e o agora sem sair do lugar, e de reconhecer a poesia em uma folha que treme no alto de um galho, em uma caminhada de mãos dadas com alguém que você ame, em um sorriso de boas-vindas, no tango dançado em um bom abraço, no sorriso de uma criança, no contemplar o belo em um pôr-do-sol ou em uma noite cheia de estrelas.
Desejo que em 2014 vocês possam encontrar o infinito, abraçá-lo e, do tamanho dele, se tornar.
Para terminar, deixo a frase de um poeta e pintor inglês, chamado William Blake.
“Se as portas da percepção estivessem abertas, tudo pareceria como é: infinito.”
Boas festas!!!