Depoimentos

Depoimento com final feliz

Este pequeno depoimento começa há muitas calendas, tempo de duras aulas de dança clássica – professora estilo Cruella de Vil – gerando o único resultado possível, o de fazer a criança perder o prazer em dançar. No caso, eu!
Aquelas horas concretas já são passado. Só que a memória nem sabe o que é isto, e vive um presente sem fim no corpo, que fica assim meio desenxabido com esta coisa de dançar por deleite.
Aí vem a vida de novo, cheia das malandragens, e faz a heroína deste microconto querer tentar outra vez esta coisa de dançar por prazer. Numa milonga inusitada ela tropeça (literalmente) nos pés do cavalheiro que, cheio de paciência, indica as aulas de um tal Luciano para a dama roxa de vergonha.
Bom o resto da história é como água fresquinha fluindo no riacho: aulas tranquilas, transmissão de saber e técnica, percepção apurada para a tal “memória de Vil”, ajustes cuidadosos, comentários híper pertinentes, boas música e muitas risadas.
Pronto: o encantamento perdido encontrou seu caminho de volta.
Gracias, Luciano!!!
Adriana K.

___________________________________

Tango e Técnica de Alexander

A Técnica de Alexander, para mim, é um processo de autoconhecimento, de como  uso minhas estruturas física, mental e emocional.

Quando me pergunto como estou respirando, eu percebo que, através desta observação, crio possibilidades de mudança de hábitos posturais e padrões emocionais desenvolvidos ao longo de minha vida.

Atenta às direções alexandrinas percebo que me abro para o novo, me reeduco e me desapego de crenças e preconceitos, que tanto impedem meu desenvolvimento pessoal, entrando em contato com minha própria essência. É um trabalho contínuo,  pois é muito fácil se dispersar.

O grupo das aulas de tango com o professor, coreógrafo e dançarino, aluno em formação da Técnica de Alexander, Luciano Bastos, tem sido maravilhoso porque ele promove um espaço onde é possível  praticar e aprofundar os princípios da Direção Consciente do Pensamento. As orientações são dadas uma após outra, mas tudo acontece ao mesmo tempo:

·         Verificar o que precisamos fazer ou o que queremos fazer ou o que devemos fazer.

Respirar naturalmente. 

·         Determinar a melhor maneira de fazer.

O abraço, a conexão, o encontro.

·         Fazer

Dançar a música

 

Eu quero agradecer a você, Luciano, por me proporcionar momentos tão felizes, porque dançar é muito bom, mas permitir que a minha alma dance é quase um encontro com o divino.

Beijos

Angela C.

—————————————–

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s